14.6.10

o que é que eu faço a esta cachopa?

Que é macaca já não é novidade, mas ultimamente é propensa a todo o tipo de acidentes. Não há um dia em que não venha da escola com betadine nos joelhos, ou com o stick milagroso anti-hematomas nas pernas. São quedas umas atrás das outras. E não podia ser de outra forma. A Joana por defeito não está com os pés no chão. Se há um murinho por mais pequenino que seja, num raio de um quilómetro, ela está lá em cima. Se há uma árvore minimamente estável, ela está pendurada. Mesmo na rua, ela não vai no meio nem no lado mais seguro do passeio, vai antes na beirinha para fazer equilibrismo na parte mais perto da estrada. Quando era pequena estava constantemente com nódoas negras na cabeça, tantas que chegámos a ponderar um capacete. Agora são as pernas e os cotovelos que parece que estiveram na guerra tais são as nódoas negras, os arranhões e os joelhos esfolados. Fora as boladas que leva na cara que a deixam com as bochechas arroxeadas.

Tem energia a mais que vai ter que ser canalizada para um desporto qualquer que a deixe mais calma. De rastos mesmo. Está constantemente a desafiar a lei da gravidade e não há um dia em que não se estatele em casa contra uma parede ou uma porta porque anda de meias a fazer raides e acaba por escorregar. Quando tinha dois anos escorregou num tapete e foi bater de tal forma na esquina de uma porta que ficou com um galo como este e com os olhos todos negros. Era Carnaval e fomos ver um cortejo a Loures e ainda ouvi o simpático comentário "esta nem precisa de se mascarar eh eh eh", fora os olhares reprovadores de quem achava que a criança era vítima de violência doméstica. O hematoma durou meses a passar e 5 anos depois ainda tem um nódulo na testa que não foi absorvido.


Este fim-de-semana a saltar de uma espreguiçadeira para um murinho, o pé escorregou e ela foi cair com a testa na tijoleira e ainda conseguiu dar uma cambalhota de seguida. Quando a fui apanhar achei que ia ter uma perninha no sítio dos bracinhos e as mãos no sítio dos pés e que ia ter que recolher os dentes espalhados pelo chão. Afinal "só" tinha 3 metros de galo em segundos e um hematoma na barriga. Muito gelo, e a coisa compôs-se.

Mesmo assim consigo sempre ver o lado positivo da coisa, depois de me recompor e de me passar a vontade de lhe dar uma trolitada no cachaço porque não pára quieta, e acho sempre que ela tem uma sorte dos diabos no meio do azar, porque as quedas são de tal maneira aparatosas que estou sempre à espera de lhe ver as entranhas. Já a assustei a dizer que se parte algum braço ou perna que passa o Verão inteiro de gesso sentadinha à sombra da bananeira enquanto os outros se divertem aos mergulhos no mar e na piscina. Lá lança um esgar de horror que lhe passa num instante. Ontem à noite já estava enfiada em cima de um muro com um metro de altura. Levou um berro que nem se endireitou.

Mas quem é que aguenta?

10 comentários:

Catarina Trindade disse...

ah q horror...o galo é enorme - já terá no mínimo dimensão de perú!!!!

Pois acho q esta Joaninha adora voar e vai ser dificil alguém segurá-la. Ao menos q as quedas sejam apenas aparatosas e q as consequências se mantenham nas nódoas negras e galitos de cantar.

Anjo De Cor disse...

Grande galo, até me assustei!
Tem que ter cuidado ;) ou amarras a criança ou a inscreves na ginastica acrobatica pra gartar essa energia toda...
As melhoras para ela*
Bjs*

Menina Rabina disse...

Bolas!!! Acreditas que nunca na minha vida vi um galaró tão enorme???
A Joanica é mesmo macaca!
E achava eu que a Marta tinha energia... chiça...
As melhoras para ela!
E solidariedade de mãe para ti, que bem precisas :)
Beijos

Anónimo disse...

UI...até a mim me está a doer só de olhar...

E cromos repetidos para trocar? Tenho imensos e faltam-me tão poucos para acabar.

Beijinhos,
Maria

1gota disse...

Realmente, o teu coração de mãe tem de estar quase em estado de pedra para aguentar estas quedas.

Que g'anda galo!

:*

Lisa disse...

hihhihhihi
é o rapazinho que n tiveste lolol
olha tb faço colecçao dos cromos :D
vamos trocar os repetidos?
bjinhos

Anónimo disse...

Como eu te percebo e também a percebo!!! Eu era igual a ela e até à data continuo cheia de negras, arranhões e afins... agora saiu-me na rifa uma pequena igual a mim!!!

Muito desporto vai fazer parte da vida dela... eu lembro-me de andar na ginástica artística e deu bom resultado... pelo menos tem quedas menos aparatosas em colchões fofinhos... depois foi uma panóplia de desportos que continuo a experimentar até agora... o último é o surf... a vantagem é que se cair é na água, mas também já consegui ficar com umas nódoas negras de ter levado com a prancha... enfim! Boa sorte!!! Bjs Iris

Anónimo disse...

Ai senhores!!! Até me assustei, tal como a Menina Rabina, eu tb nunca tinha visto 1 galo tão grande :-l credoooo lol
Ia sugerir o mesmo que a maioria: ginástica acrobática, daquela com várias modalidades artística, tipo 5 em 1 eheh, ela anda aos saltinhos e lá nas alturas (mas com segurança!!) e no fim há-de estar de rastos... esperemos ahah :-D
Vai já a correr e a saltar com ela inscrevê-la no Benfica! lol ;-P
Beijos
Squaw

rosário albuquerque disse...

Meu Deus! Valha-me Nossa Senhora! Santa Maria! Que coisa gigante... eu nem sou católica mas só pensei nestas coisas quando vi a foto!
Muita calminha é o que eu te desejo!

Umbigo disse...

Maria, diz-me quais te faltam para ver se tenho cá algum que tu precises.

Elisa, qd te for visitar levo os repetidos da Joana e trocamos, boa?

beijinhos